Rebelde

orebelde.com.br

Quem é Osho?

Existem milhões de facetas, milhões de jeitos. Simplesmente, o Osho foi um cara que tem uma sabedoria, que falava uma verdade. Ele não tava ali preocupado em arregimentar pessoas. Ele tava preocupado em estabelecer a verdade, ele tava preocupado em te instigar a buscar a tua verdade. Ele tava preocupado a mexer contigo como pessoa, mexer com os teus preconceitos, com os teus medos. Quando isso mexe, você começa a se mexer como pessoa, como ser humano. Ele pega os conceitos fortes da sociedade e fala a respeito disso com muita propriedade, com muita sabedoria. É uma visão totalmente diferente.
Você diz que tem sannyasins, ou outras pessoas que ficam fanáticas. Sim! Tem pessoas que são fanáticas pelo D’Alessandro! Tem pessoas que são fanáticas pelo Diego Souza, tem pessoas que são fanáticas pelo Neymar, Ronaldinho. Desculpe, eu prefiro ser fanático pelo Osho do que por essas pessoas! O Osho é um cara que não compactuou. Ele foi embora dos Estados Unidos e foi praticamente expulso de lá porque não compactuou com o sistema americano! O Osho não se adaptou àquela babaquice americana. Ele podia ter cumprido todas as regras deles e seria adorado por eles, mas ele resolveu que não! Por isso, ele criou conflitos e intrigas naquela sociedade americana. E aí, eles eliminam, né? Eliminam. E a sociedade é tida como exemplo de civilização. É exemplo da falta de humanidade.
Eu fui pra Nova Iorque: Robôs! Robôs e mais robôs! Todos eles. Cada um com um tipo de programação. O mais moderno, o mais louco, o mais careta, o mais sério, o executivo, o isso, o aquilo, mas tudo robô! Até robô new age, cheio de robô new age lá também. São todos muito bem adaptados ao sistema, e o Osho foi um questionador disso.
O Osho criou as meditações ativas. Experimenta fazer uma meditação. É simplesmente música, dança, movimentos e você vai sentir a você mesmo! A meditação não é “Viva Osho! Viva Osho, viva Osho!”. Não existe uma meditação “viva Osho”. Existem movimentos que vão fazer você se conectar consigo. E quando tu te conecta contigo pode ser que tenha tristezas aí. Pode ser que tenha raivas. Mas com toda certeza, ao final de cada meditação, tu vais encontrar mais energia e mais dignidade em você.
Então o Osho é muito mais do que isso. Eu conheço muitos sannyasins que eu acho uns idiotas. Assim como conheço um monte de gente do meio que eu vim, da esquerda, acho um monte de gente idiota ali. Pessoas de esquerda que são caretas, mas muito caretas e que nem transar, transam. E sexo é o nosso calcanhar de Aquiles.
Se você conseguir contatar com o Osho lendo seus livros, fazendo suas meditações, então você é um felizardo. Ele não é Deus, ele não faz nenhum milagre. Ele te traz uma sabedoria, uma noção. Ele te ajuda muito na busca de você por você mesmo.